Quem matou Taís? + Jogo entre blogs (Estupro) + Contos Bregas no Mercado das Pulgas + Análise de SEO gratuita

1- Quem matou Taís?

 

Deixe seu palpite nos comentários, até a hora do último capítulo. Se você acertar quem matou Taís da novela Paraíso Tropical, ganhará um exemplar autografado do meu livro Contos Bregas.

 

2- Jogo entre Blogs - Estupro

 

“As músicas tornam-se abafadas, se conseguem ser ouvidas. O sangue caminha em refluxo, borbulhando, movido à tristeza e desencanto. Foram mil braços os agressores. Um desejo corrupto, sujo, a comprometer o desejo do outro. As lágrimas percorrem o corpo para purificar, limpar pequenos pedaços; uma gota a cada ameaça. A alegria enferruja em poucos minutos, enquanto durar o ato; um desastre de poucos minutos”.

 

Este é um trecho do post que Raimundo Neto escreveu, em resposta ao Jogo entre Blogs. Ele foi pautado por Patrício Jr., que lhe pediu para escrever algo sobre o tema do estupro.

 

Leiam o texto inteiro. É uma descrição ao mesmo tempo forte e bela. E Raimundo já passou o jogo pra frente, pautando outros três blogueiros:

 

- Edson Marques, para escrever sobre "Felicidade e Filosofia".
- André Gonçalves, para abordar algo sobre
"Jornalismo e Literatura".
- Gustavo Bezerra, para opinar sobre
"Cinema Brasileiro".

 

3- Contos Bregas no Mercado das Pulgas

 

Atenção, meus conterrâneos natalenses! Não percam por nada neste mundo o Mercado das Pulgas, que acontece de 28 a 30 de setembro, na Estação Ribeira. É uma feira mix com atrações culturais. Haverá estande dos Jovens Escribas. Se você ainda não comprou os Contos Bregas, Lítio, É tudo Mentira, Escolha o título, Verão Veraneio, e outros títulos do selo Jovens Escribas, esta é sua oportunidade.

 

4- Análise de SEO gratuita

 

O meu blog está concorrendo a uma “Análise de SEO gratuita”. Será que vou ganhar?

A moda dos anos 80 resiste ao crescimento de seu público-alvo

Ei, você aí, que tem 20 e poucos anos. Se for tirar uma folga do trabalho, aconselho a ficar em casa pela manhã. Ligue à televisão e procure ver os novos episódios de He-Man, pois ele ainda tem a força!

 

Mas não estranhe muito. O Esqueleto continuará perdendo todas, por mais que você tenha pena do coitado... Entretanto, ele está bem mais forte e com aparato bélico muito mais robusto. Os comparsas da caveira também ganharam novos traços, mais modernos.

 

Uma novidade. Ao que me parece, o Mentor engraçou-se pela Feiticeira. Eles tiveram uma filha, chamada Tyla, se não me engano. Também não sei como se escreve. Ah, lembrei: BIC, é assim que se escreve! Ehehe. 

 

É, amigos. A moda dos anos 80 parece resistir ao crescimento de seu público-alvo. Nós, que até pouco tempo atrás tínhamos 20 e poucos anos, já podemos dizer que temos 20 e tantos. Ou quase trinta!

 

E ainda somos responsáveis pela resistência deste “revival”. Muitos especularam sobre os motivos desta onda nostálgica. Dizem que crescemos e aprendemos a ganhar dinheiro e queremos gastá-lo com nossos antigos ídolos.

 

É um argumento que se faz parecer cada vez mais simplista.

 

Até quando vai o culto à nostalgia? Até que idade? Porque não houve também um “revival” dos anos 70 na década de 90? E porque não vemos nem sequer um esboço de nostalgia dos ídolos da década de 90, agora que nos aproximamos de 2010?

 

Sinceramente, eu não sei. Digo apenas que não troco estes jogos ultramodernos e violentos dos videogames de hoje pelas saudosas fitas do Atari. E também aplaudo os novos desenhos animados do Chaves, os novos episódios do Sítio do Pica Pau Amarelo e o ressurgimento do Sérgio Mallandro, aquele que me fez aprender a letra completa de “Um capeta em forma de guri”.

 

E já que falamos nele, peço aos cariocas que na próxima segunda-feira, 1 de outubro, dêem um pulinho lá no Festival do Rio, no Cine Odeon BR, e vejam o filme Ópera do Mallandro.

 

Veja bem, o mallandro do filme é com dois “eles”. Não se trata do famoso musical de Chico Buarque. Nada de “Pedaço de mim”, “Folhetim”, nem de “Geni e o Zepelim”.

 

Ao invés disso, “Vamos fazer Glu-Glu, “Bilu Tetéia”.

Há uma demanda crescente pelo consumo da imaginação!

Acho que foi Stven Spielberg que falou algo defendendo os filmes mentirosos. Para ele, se não for para ver mentira no cinema, então que se observe apenas a realidade. Ou seja: pra quê fazer um filme imitando fielmente o mundo real se o mundo real já está aí pra todo mundo ver? Como confrontar a realidade nua e crua com a realidade pirateada da imaginação?

 

Como dizia, há uma demanda crescente pelo consumo da imaginação. As séries de televisão mais famosas do momento (Heroes e Lost) são produtos culturais que criam mundos improváveis, seres mutantes, viagens no tempo, realidades paralelas. Veja também as novelas brasileiras, repletas de acontecimentos sobrenaturais e misteriosos.

 

Porque isto acontece? Será que a realidade aproximou-se tanto da ficção que a ficção teve que se hipertrofiar para se diferenciar da realidade? O jornal nacional está cada vez mais parecido com a novela das oito? O acidente da TAM não foi uma cena de filme de ação? Ah, não? Não podemos mudar o jornal? Então mudemos a novela...

 

Outra pergunta: isto é bom ou ruim? Se as pessoas estão querendo consumir mais imaginação é porque a imaginação é muito boa ou porque elas não são capazes de imaginar por si mesmas? Ficaram tão céticas, tão desesperançosas, tão morumbáticas que já não podem mais sonhar acordadas? Elas estão simplesmente pagando para que sonhem por elas?

 

Se assim for, então o mundo tem tudo para ser dos poucos sonhadores dissidentes. Fabrique sonhos e ganhe fortunas. Todo mundo quer sonhar, mas ninguém pode. Venda sonhos para os que não sonham mais. O problema é que os sonhadores não são ambiciosos. Afinal, eles têm mais o que sonhar.

 

Digo tudo isto, inspirado que fui pelo filme “O Labirinto do Fauno”, excelente exemplo de ficção que representa metaforicamente este embate entre a imaginação e o mundo real. A garota protagonista do filme deve ser fã do Steven Spielberg. Ela e seus amigos monstruosos como o Fauno e o Homem Pálido (este não tão amigo assim...), que vê pelas mãos, são a metáfora da necessidade urgente de sonhar, de criar um mundo novo diferente do mundo cruel do capitão do exército sanguinário, cuja soberba infinda materializa-se num relógio de bolso, por meio do qual deve marcar a hora exata de sua morte pretensamente “digna”.

 

Muito mais do que consumir imaginação, devemos produzir imaginação!

Bráulio Tavares + Pablo Capistrano + Belina Mamão

1- Bráulio Tavares

Bráulio Tavares, no Programa Nomes do Nordeste, promovido pelo Centro Cultural Banco do Nordeste de Fortaleza, respondeu a perguntas sobre o sucesso na literatura e sobre literatura fantástica no Brasil.

 

Disse que o sucesso vem inadvertidamente e depende da verdade e da beleza. Criticou aqueles que querem ganhar dinheiro com a literatura, simplesmente imitando os best-sellers. Informou que há editoras que recebem inúmeros originais parecidos com Paulo coelho, mas que o próprio Paulo não escreveu o Diário de um Mago pensando no sucesso. Bráulio citou alguém que disse algo como “Não sei a fórmula do sucesso. Mas sei a do fracasso: tentar agradar a todo mundo”.

 

Sobre a literatura fantástica no Brasil, argumentou que ainda não se tornou popular, sendo apenas um lado marginal da literatura dita acadêmica. Segundo ele, isto acontece porque o Brasil ainda não se conhece profundamente, daí a forte demanda pela literatura realista, que teria uma certa função de explicar o país.

 

Concordo com ele. Mas vejo que começa a surgir uma tendência de crescimento da literatura fantástica daqui pra frente. E sobre o sucesso, ele tem toda a razão. O escritor tem que ser verdadeiro consigo mesmo. Toda busca pelo sucesso é autêntica, mas a escrita deve ser verdadeira acima de tudo. Nada de imitar best-seller descaradamente para ganhar dinheiro. Até porque não surtirá efeito.

 

2- Pablo Capistrano

Sobre o meu post filosófico de ontem, no qual eu citei cinco idéias malucas que nunca disse pra ninguém, o escritor e filósofo Pablo Capistrano comentou:

 

[pablo capistrano] [www.pablocapistrano.com.br]
Thiago meu camarada! Bom ver você entrando de sola na metafísica! Essas são as viagens da filosofia que começam a fazer gemer a sua mente... as idéias 1 e 2 casam direitinho com o argumento de Santo Anselmo para a prova da existência de Deus. ele caminha seguindo seu raciocínio. Se eu posso pensar em um Ser Absolutamente Perfeito esse ser tem que existir. por ai vai... as outras tem a ver muito com a teoria da reminiscência, uma idéia muito legal que o Platão trabalhou na República.

 

 

Metafísica. Santo Anselmo. Teoria da Reminiscência. Platão. Eu nunca pensei que minhas idéias malucas já tinham sido pensadas por grandes pensadores. Eu estou é chique, né? Opa. De perto, ninguém é chique!

 

3- Belina Mamão

Para terminar esta conversa lítero-filosófica, nada melhor do que um breguinha da Belina Mamão. Vejam só a apresentação da banda mais brega da Via Láctea e arredores no programa "Zero Km", com Jorge de Sá, no canal a cabo Multishow! Imperdível!

Cinco idéias malucas que nunca disse pra ninguém

Eu nunca disse isso, mas eu tenho umas teorias meio loucas. Tenho vergonha de falar e depois ser taxado de maluco. E talvez porque elas nunca saíram do meu pensamento, eu tenha dificuldade de expressá-las verbalmente. Aí vão algumas destas minhas idéias:

 

1- Tudo o que é pensável é possível

Suspeito que Deus não seria tão cruel a ponto de nos deixar pensar no impossível. Se não pode acontecer, porque posso pensar? Se posso pensar, porque não pode acontecer?

 

2- Tudo o que é possível já existe

Esta é um desenvolvimento da idéia anterior. Se é pensável, é possível. Se é possível, já existe. Você pensa no que já existe. Suas idéias não são suas. Elas têm vida própria. Pensar é apenas ser um anfitrião de idéias. Seja um bom anfitrião. Nunca bote uma vassoura atrás da porta de sua mente. E se o que é possível já existe, onde existe o que pensei? Veja na outra idéia.

 

3- Todo pensamento é uma lembrança

Se o que você pensa é uma lembrança, então você pensa no que já aconteceu. Isto é possível se aceitarmos esses três conceitos: tempo simultâneo, realidades paralelas e infinito. Seu pensamento é uma lembrança do que já aconteceu porque tudo acontece simultaneamente (passado, presente e futuro) em infinitas realidades paralelas. Sonhou com alguém desconhecido? É porquê você já o conhecia em outro mundo e está apenas lembrando...

 

4- Não há diferença entre lembrança e imaginação

Admito que esta idéia pode entrar em contradição com a de número 2. A lembrança é a retomada de um elemento passado, mas se o tempo é simultâneo, podemos nos lembrar do futuro. Ou melhor: se tudo acontece ao mesmo tempo, lembrar pode ser também criar. Ou seja: se você lembrou de algo, isto pode ter acontecido não somente no passado, mas agora. E digo mais: isto pode ter acontecido agora justamente porque você lembrou-se dele. Isto permite dizer que lembrar é imaginar. E imaginar é criar. Neste sentido, a lembrança seria uma ação muito mais ativa do que passiva.

 

5- Se o infinito existe, tudo é possível

Primeiramente, o infinito é o conceito que valida todas as idéias anteriores. Pois as minhas lembranças devem lembrar-se de outras e assim por diante. Agora entrando no assunto: os conceitos de infinito e impossível são excludentes. Pois se o mundo não tem fim, sempre haverá algum lugar onde as coisas que não são possíveis aqui, acontecem lá. E se acontecem lá, posso lembrar-me delas, pois tudo é simultâneo. E se posso lembrar-me delas, posso pô-las em prática.

Rádio Zona no Blog do Maurição + Lobas, Deusas e Ninfetas no blog de Xico Sá

1- Jogo entre Blogs: pauta da Rádio Zona no Blog do Maurição

O Blog do Maurição foi o segundo a aceitar a pauta que sugeri no Jogo entre Blogs.

 

Eu pedi ao jornalista Maurício Lima que fizesse um post sobre a Rádio Zona, uma emissora da Associação das Prostitutas da Bahia.

 

O post de Maurício ficou excelente. Veja só a avaliação que ele fez:

 

“Vale a pena dar uma conferida no site das meninas. Aqui pra nós, bem que a medida poderia ter uma amplitude bem maior. Afinal de contas, comparado com o que fazem certos radialistas no ar, o que essas garotas fazem entre quatro paredes é fichinha”.

 

Ele avisa que em breve também fará suas pautas e as enviará para blogs que admira. E termina com esta provocação:

 

“Será que aqui caberia uma "Rádio Quenga"?”.

 

Maurício, creio que Rádio Quenga é bem mais popular e adequado que Rádio Zona. Talvez elas optaram por um nome mais “politicamente correto”. Espero que a programação da rádio esteja repleta de músicas de Odair José e Fernando Mendes.

 

2- Citação das Lobas no Carapuceiro de Xico Sá

E o escritor Xico Sá citou meu livro Lobas, Deusas e Ninfetas, lá no seu blog O Carapuceiro, dentro da excelente “Crônica da Mulher que bebe e tira a roupa” (post de 27.09.07). Veja só o trecho em que ele falou de mim:

 

“Melhor ainda é a mulher que tira a roupa cantando uma música cafona, como as lobas, deusas e ninfetas do livro de Thiago de Góes”.

 

Muito obrigado, Xico! Ser citado no seu blog é uma honra.

Como seria o mundo sem privacidade?

Se não me falha a memória, quando alguém repreende o menino protagonista do livro Meu pé de laranja lima, proibindo-o de cantar, o garoto orgulha-se de ser capaz de cantar apenas para si, dentro de sua própria mente, sem fazer barulho, sem incomodar.

 

O menino pode ouvir a voz de seus próprios pensamentos e cantar para dentro de si mesmo. Em outras palavras. O mundo pode até calar sua voz, mas não poderá jamais calar seus pensamentos.

 

O que você pensa e guarda para si ninguém jamais saberá. E qualquer um pode pensar o que bem quiser.

 

Lembro-me de um amigo de infância quando me confessou que tivera um sonho romântico com a garota mais bonita da classe. “Ela não deu autorização para você sonhar com ela. Se souber disso, é capaz de cobrar os direitos pelo uso da imagem”, brinquei.

 

Tanto o garoto fictício quanto o real parecem valorizar aquele que pode ser o último alvo da invasão da privacidade: a mente humana. Em tempos de Big Brother, onde abundam câmeras por todos os lados e o todo poderoso Google sabe cada vez mais do que você procura, a mente humana torna-se o último refúgio da privacidade. O banheiro particular ao qual somente você tem acesso.

 

Mas pode não ser assim para sempre. A decadência da privacidade continua a todo vapor e ninguém sabe onde vai parar esse trem da bisbilhotice.

 

Em breve, todos poderão saber do que você fala. Então logo você não falará tudo o que pensa. E quando começarem a saber do que você pensa, então você tomará todo cuidado para não pensar tudo o que pode...

 

É cruel, mas a história está repleta de descobertas científicas que foram julgadas impossíveis de acontecerem. Garanto que não faltarão pessoas e instituições dispostas a investir recursos nas pesquisas para a invasão da mente.

 

O homem do futuro poderá ser esta pessoa que não liga para a intimidade porque sabe que ela já não tem valor. Num mundo sem segredos, esperto será aquele que consiga escolher os pensamentos mais convenientes.

 

Ou mais valiosos! Já pensou como seriam os links patrocinados funcionando na mente? Pensou num produto? Alguém comprou esse produto porque viu no seu pensamento? Então dinheiro na sua conta. É a Internet na mente. A intermente! Você já imaginou como seria um orkut mental? Pensou em alguém? Está no scrap. Teve uma idéia? Uma comunidade surgiu.

 

Tenho certeza que tanto o protagonista do Meu pé de laranja lima quanto meu amigo de infância odiariam viver neste mundo sem privacidade.

 

“Você pode fazer o favor de parar de pensar nesta música ridícula um minuto só?”.

 

“Olha, eu fiquei sabendo que você sonhou comigo. Vou cobrar meus direitos de imagem”.

 

E pobre do policial que, na estréia de Heroes, foi preso porque leu o pensamento da vítima e de outra detetive. Pobre não, pois talvez ele seja o mais poderoso entre todos aqueles mutantes...

Sugestão de pauta sobre suicídio foi aceita pelo escritor Patrício Jr.

Minha vida de pauteiro de blogs começou em grande estilo. Deve ser cacoete de assessor de imprensa essa mania de comemorar a publicação de uma pauta sugerida.

 

No meu Jogo entre Blogs sugeri três pautas para três diferentes blogs. Segundo as regras, cada um que aceitar a pauta deve sugerir outras pautas para outros três blogs de sua preferência.

 

A minha primeira sugestão aceita foi quanto ao suicídio. Patrício Jr. desenvolveu um texto primoroso sobre o assunto, contando causos engraçados como quando sua mãe encontrou os originais de seu romance Lítio, cujo personagem principal é um suicida nato. Após a leitura, a mãe dele tirou da frente dele qualquer objeto cortante que pudesse servir como ferramenta para a morte.

 

Patrício acredita que o suicídio é um tabu tão forte quanto a masturbação feminina e o sexo anal. Ele acrescenta que a prática de tirar a vida é crime inimputável e inafiançável. E conclui:

 

“Por essas e outras, não sou contra o suicídio, contanto que aconteça na casa ao lado. Na minha família não há casos e espero que assim permaneça. E peço uma coisa: se você ficou com vontade de experimentar, faça-me o favor de não dizer que foi por minha causa”.

 

Leia o post completo de Patrício Jr. sobre o suicídio

 

Particularmente, eu definiria o suicídio como o único ato que reúne ao mesmo tempo a covardia e a coragem.

 

E olha só. Patrício Jr. já indicou suas pautas:

- "Masturbação feminina" para Marlos Apyus

- "Infância" para Márcio Benjamin

- "Estupro" para Raimundo Neto

 

Marlos Apyus já respondeu e indicou suas pautas:

- "Meus anos de faculdade" para Ulla Saraiva

- "Músicas que eu dedicaria para José Agripino" para Ailton Medeiros

- "Lições que tirei das novelas" para Alexandre Inagaki



 

A árvore genealógica da trajetória amorosa da prima de Evaldo Freire

Agradeço imensamente ao jornalista Wilde Portela, autor do livro Reginaldo Rossi, um fenômeno, que me enviou desde Recife alguns cds de astros bregas. Dentre eles, os 20 Super sucessos de Evaldo Freire, cantor que é meu conterrâneo e eu não sabia.

 

Pois vinha eu ouvindo o cd no meu carro, quando me deparei com o primeiro verso da música Meus Primos: “O meu primo casou-se com minha prima”. Até aí, tudo bem. Hoje em dia, primo com prima não é mais tão chocante assim.

 

Mas eis que algumas estrofes depois, eu ouço: “Deixou meu primo por um primo do meu primo/ Um primo dele, um primo dela e meu irmão”. Aí minha cabeça começou a enrolar. Que prima safada, bicho!

 

E ela não parou por aí, não. Veja só a última estrofe: “E há uns dois meses, meu irmão levou a prima/ Para uma festa e encontrou com outro primo/ A minha prima deixou logo meu irmão/ Por outro primo, irmão do primeiro primo”.

 

Clique aqui para ouvir a música "Meus Primos" de Evaldo Freire e acompanhe a letra aí embaixo.

Alguém aí pode fazer uma árvore genealógica da trajetória amorosa desta prima? Acho que nem Nelson Rodrigues poderia ter pensado numa trama dessas...


Meus primos

Evaldo Freire

 

O meu primo casou-se com minha prima

Para fazer de mim um pobre sofredor

Foi ao contrário, pois quem está sofrendo é ele

Porque a prima por outro primo deixou

 

A minha prima deu muita dor de cabeça

Aos seus pais que não sabem o que fazer

Vendo a mesma morando com seus sobrinhos

Desesperado, desejou a filha morrer

 

Que prima falsa essa prima do meu primo

Agora sei que ela não tem coração

Deixou meu primo por um primo do meu primo

Um primo dele, um primo dela e meu irmão

 

E há uns dois meses, meu irmão levou a prima

Para uma festa e encontrou com outro primo

A minha prima deixou logo meu irmão

Por outro primo, irmão do primeiro primo

Um meme para sugestão de pauta para blogs

Você já ouviu alguma música desconhecida e pensou em como ela ficaria perfeita na voz de outro cantor? Você já recebeu informações valiosas de leitores para embasar os posts do seu blog? 

Eu já. 

E confesso que é extremamente gratificante receber uma “sugestão de pauta” para o meu blog. Pensando nisto, decidi fazer o inverso. Vou promover um meme para sugerir pautas para blogs que adoro ler. 

Pois da mesma forma que eu gostaria de ouvir determinadas músicas nas vozes de alguns cantores, gostaria de ler a opinião de alguns blogueiros para determinados assuntos, dos quais eu sei que eles gostariam de falar. 

Pois bem, então o negócio é o seguinte. Vou começar com sugestões de pautas para três blogs abaixo. Lembrando que isto é uma corrente. Eles não são obrigados a aceitar. Mas se aceitarem poderão escolher outros três blogs de sua preferência e sugerir suas pautas, passando a corrente pra frente.

Blog do Maurição
Maurício Lima é jornalista cearense muito afeito a temas populares. Inclusive, sei que uma de suas metas é ser editor de um jornal popular. 

Talvez ele ainda não tenha ouvido falar da Rádio Zona, uma emissora de prostitutas em Salvador, cuja programação também pode ser ouvida pela Internet.  

Maurício, gostaria muito de saber qual a sua opinião sobre a iniciativa. Que músicas você gostaria de ouvir na rádio? Tenha certeza de uma coisa: todo mundo vai querer ler o post no seu blog! 

Blog do Patrício
Patrício Jr. é autor do romance Lítio, que conta a história de um casal de jovens que estão à beira de cometerem suicídio e iniciam uma louca amizade por meio de uma ligação para um centro de valorização à vida. 

O Dia Mundial de Prevenção do Suicídio foi comemorado no último dia 10 de Setembro. 

Patrício, o que você tem a dizer sobre o assunto? Você sabia que, segundo a OMS, uma pessoa se suicida a cada 30 segundos no mundo? Você conhece alguém que já tenha pensado e tentado se matar? Que medidas você indicaria para prevenir atitudes como essa? Você concorda com esta famosa frase de Albert Camus: “O único problema filosófico verdadeiramente sério é o suicídio”? 

Silenzio, no hay banda
Gabriel Ramalho é designer e músico e autor de um dos primeiros blogs do Ceará. Seu blog já foi citado por portais literários como o Portal Literário e No mínimo, pela qualidade de seus textos. 

O YouTube abriga uma série de vídeos produzidos por jovens da classe média, zombando de pessoas humildes. Um dos mais famosos é o Fala Sônia Youtubiu, na qual o filho do patrão pede à empregada para falar a palavra YouTube, no que ela diz todas as formas próximas, menos a exata.  

Gabriel, qual sua opinião sobre o assunto? Trata-se de apenas uma brincadeira engraçada e saudável ou um desrespeito com a imagem dos humildes? O que você diria para os autores deste vídeo especificamente?

Testando o Windows Live Translator

Testei o novo Windows Live Translator Beta. Para um robô, está muito bom. Melhor que o Google Tradutor .

 

Um defeito que detectei é que o programa não consegue identificar pelo contexto os sujeitos ocultos. Então quando o sujeito oculto é “Ele”, o programa não traduz como HE, mas como IT. Eu corrigi este defeito no texto abaixo, para que ficasse mais palatável.

 

Veja só como ele traduziu este meu post:

 

Which the position of the polar bear in the alimentary pyramid?

 

It was one of the questions of Vestibular contest 2008. He already was sufficiently tired and now nor if he remembers the reply that he wrote. In the truth, it does not want to pass in the vestibular contest. Peter Pan believes that the ingression in the college means a rite of ticket for the adult age. 

 

And he does not want to be adult. He does not want to leave to feel pleasure when attending the old livened up drawings of the Flinstones, much less the news of the Bleach Project. When leaving the test, he bought entered to see Simpsons, the Film, in the cinema next to his house. He would have to go to the simulated Detran. But already it was late excessively.

 

In house, He wrote a new reply for the question of vestibular:

 

“The polar bear is the face. If you to want to know of its position in the alimentary pyramid, are enough to know that it already ate the Laura Pausini, the Madona and the Scarlett Johansson. For there, you strap. It does not matter if it has earthquake in Peru, Brazil or Old Greece. In any situation, the polar bear will escape, because it is the face. It does not want nor to know of the Urban Legion and he does not understand nothing of African culture, but he will leave the life to enter in history, as well as made Getúlio Vargas. She is for these and others that the polar bear is the face. It drew”.

Outro conto com as palavras-chaves mais buscadas no Google

Escrevi esse texto incluindo nele as 15 palavras-chaves mais buscadas no Google em agosto de 2007, no Brasil.

 

Qual a posição do urso polar na pirâmide alimentar?

 

Era uma das questões do Vestibular 2008. Ele já estava bastante cansado e agora nem se lembra da resposta que escreveu. Na verdade, ele não quer passar no vestibular. O Peter Pan acredita que o ingresso na faculdade significa um rito de passagem para a idade adulta.

 

E ele não quer ser adulto. Não quer deixar de sentir prazer ao assistir os velhos desenhos animados dos Flinstones, muito menos os novos do Bleach Project. Ao sair da prova, comprou entrada para ver Simpsons, o Filme, no cinema mais próximo de sua casa. Ele deveria ir ao simulado Detran. Mas já era tarde demais.

 

Em casa, redigiu uma nova resposta para a questão do vestiba:

 

“O urso polar é o cara. Se você quiser saber de sua posição na pirâmide alimentar, basta saber que ele já comeu a Laura Pausini, a Madona e a Scarlett Johansson. Por aí, você tira. Não importa se há terremoto no Peru, no Brasil ou na Grécia Antiga. Em qualquer situação, o urso polar escapará, porque ele é o cara. Ele não quer nem saber do Legião Urbana e não entende nada de cultura africana, mas sairá da vida para entrar na história, assim como fez Getúlio Vargas. É por essas e outras que o urso polar é o cara. Sacou?”.

 

Post relacionado

Conto com palavras-chave do Google

Meu capítulo do hipertexto Contramão

“Você já não podia ignorar a força daquela febre que aumentava rapidamente. Se tivesse um termômetro, veria que sua temperatura já passava dos trinta e nove. Mas você não tem termômetro. Você não tem um monte de coisas e termômetro é apenas uma das coisas dentre o monte de coisas que você não tem”.

 

Este é um trecho do meu capítulo do hipertexto Contramão, uma experiência literária coletiva promovida por Patrício Jr., na qual cada escritor desenvolve a continuação para o capítulo anterior.

 

Vá lá e leia tudo!

Concurso fantasia cachorros como astros da cultura brega

Por essa, eu não esperava:

 

no Rio de Janeiro, vários cães participaram de um concurso de fantasia de ícones bregas para cães. Dizem que eles não paravam de cantar “eu não sou cachorro, não”.

 

Os vencedores:

 

1º lugar: Chacrinha

2º lugar: Priscila, a rainha do deserto

3º lugar: Falcão

 

Dá só uma olhadinha na Sula Miranda e na Rita Cadillac (Os créditos das fotos são de Alessandra Viana/VC no G1))

Créditos da foto: Alessandra Viana/VC no G1)

 

Alguém aí pode mandar a foto do Reginaldo Rossi?

O amor é o maior remédio contra o preconceito religioso

Eu vou dizer uma coisa: se o seu Deus é maior que o Deus das outras pessoas, é porque ele é muito pequeno. Tão pequeno que cabe no cubículo ignóbil da sua parca modéstia.

 

Sinto informar, mas religião nenhuma pode ser considerada como o único caminho para Deus. Nenhuma. E se você acha que está salvo pela sua religião, enquanto aqueles que proferem outras crenças estão condenados, é porque você tem um conceito distorcido do que seja liberdade. É prisioneiro da ignorância e do preconceito. E o pior é que nem sabe...

 

Eu tenho pena de você!

 

Eu vou dizer outra coisa: os ateus estão mais livres do que você. Sim, porque para levar uma vida digna, promovendo o bem comum e respeitando os semelhantes, não é preciso acreditar em Deus.

 

Anote aí: há muitos ateus que são muito mais cristãos do que muitos beatos. Sabe por quê? Porque eles não consideram inferiores aqueles que pensam diferente. Por que eles não selecionam suas amizades pela religião que proferem. Veja bem, eu não estou defendendo o ateísmo, mas o respeito pelas diferenças.

 

Desculpe-me, mas eu não vejo imbecilidade maior do que o preconceito religioso. Preconceito, aliás, que está impregnado até mesmo nos termos ditos politicamente corretos, como é o caso da expressão “tolerância religiosa”. Quer dizer então que devemos todos “tolerar” as crenças uns dos outros? Que eu saiba só se tolera o que não se aceita.

 

Ao invés de simplesmente tolerar, devemos respeitar, dialogar, e conviver harmoniosamente com as diferenças religiosas. Eu fico muito feliz quando leio notícias de “casais ecumênicos”. Ele católico, ela budista. Ele ateu, ela espírita. Ele protestante, ela umbandista. E assim por diante.

 

O amor é o maior remédio contra o preconceito.

A lama ainda mama. Paródia dos Titãs para uma Vergonha Nacional
Em tempos de Vergonha Nacional, fiz uma 
paródia desta famosa canção dos Titãs.
A lama
Por Thiago de Góes
Paródia de O Pulso (Titãs)
A lama ainda mama
A lama ainda mama
Tráfico de influência, roubo, extorsão
Desvio, suborno, propina, mensalão
Mentira, mensalinho, caixa dois, acordão
Falsidade, insanidade, poder, reeleição
A lama ainda mama
A lama ainda mama
Interesse, incompetência, ingerência, apagão
Voto secreto, grampo, representação
Covardia, leniência, manobra, dissimulação,
Laranja, pizza, farinha, podridão
 
E a lama ainda é tanta
E a lama ainda é tanta
Nepotismo, oportunismo, dossiê, corrupção
Dólar, fantasma, recesso, armação
Burocracia, baixo clero, procrastinação
Colarinho, culpa, carne, crise, cueca, ambição
 
A lama ainda mama
A lama ainda é tanta
Ainda mama

Curta mostra agente secreto que é cantor de brega

Primeiro, Gabriel Ramalho deu a dica do vídeo Geyzislane Meu amor.

 

Agora, Josué Ribeiro manda e-mail sugerindo o curta Fernando José, do diretor Felipe Reynaud.

 

Você, que é bregueiro e leitor assíduo deste blog, já deve ter percebido no título desta obra um cross-over com os nomes de dois “monstros sagrados da música brega”: Fernando Mendes e Odair José.

 

Mas para ter certeza da referência, veja só como o Porta Curtas da Petrobrás define a obra:

 

“Fernando José, popular cantor brega que é também agente secreto nº 1 do governo, vive dividido entre o amor de uma mulher, sua paixão pela música e o dever de salvar o mundo das garras dos mais perigosos vilões”.

 

Ficou curioso? Vai lá no site da Petrobrás para assistir ao vídeo Fernando José.

 

Você conhece mais exemplos de vídeos bregas? Mande a dica nos comentários. Para cada vídeo publicado no post, o autor da sugestão ganha um livro Contos Bregas.

 

Posts relacionados

- 'Geyzislane Meu amor', novo hit brega da Internet
- “Llorando se fue”, versão original de Chorando se foi
- Sandra Rosa Madalena em versão desenho animado
- 'Lé Télephone Pleure', versão de 'O Telefone Chora'
- Pedra Letícia: brega rock bombando na Internet
- Bin Laden do Brega vai bombar na Internet

'Geyzislane Meu amor', novo hit brega da Internet. Vejam!

Ter se tornado uma espécie de "referência da cultura brega" me trouxe muitas coisas boas. Uma delas é ser avisado com presteza dos vídeos bregas mais espetaculares que rolam pela Internet.

Este daí quem me avisou foi Gabriel Ramalho. Trata-se de um clipe produzido pelos alunos do Colégio Cláudio Santoro para o festival de cinema Curta 4, no Amazonas. É um clipe da música Geyzislane Meu amor, do cantor Nicolas Jr. Se você não conseguir visualizar no blog, o link direto do YouTube é o seguinte: http://www.youtube.com/v/_kRc2XzN9lE 

O Portal Amazônia descreve o vídeo da seguinte forma:  

"Ambrósio solta papagaio, Geyzislaine toma banho de mangueira, os olhares se cruzam e assim, sobre lajes, começa um conto de fadas amazonense.” 

Visitei alguns blogs que já divulgaram o vídeo e percebi que os inúmeros comentários não deixam dúvida que se trata de um filme altamente viral. Num post de 2006 do blog O Malfazejo, encontrei a letra da canção, que entre outras coisas traz pérolas como "a cassete da Calypso que você me emprestou" e "ao som de Fernando Mendes a gente acasalava". Veja a letra aí embaixo: 

Geyzislane, Meu amor
Nicolas Jr.

eu lembro aquela manhã linda de domingo
você na laje tomando banho de mangueira
nós se olhemo e logo se apaixonemo
e nós juremo que ia ser pra vida inteira
domingo a tarde eu calçava meu all star
minha calça social e a camisa de tergal
você de shortinho de lycra laranjado
e uma blusa sensual com a foto do magal

e na cabeça uma fita verde e branca
que nós ganhemo de lembrança da amazoNHA celular
e na cintura uma carteira de derby
um corote na pochete e saia a passear

primeiramente o balneário da dengosa
sem seguida ponta negra e depois praça do db!
a noite ia pros boteco, tomar cerpa e jogar bilhar
passava a noite nos brega lá da grande circularrrr

[refrão]
oh geyzislane, geizyslane meu amor
por que você pegou aquele barco
não deixou nenhum recado e se mandou pro interior
oh geyzislane, mande uma carta por favor
aproveita e manda uma fardo de farinha
e a cassete da calypso que você me emprestou

impressionava o seu cabelo bicolor
ao som de fernando mendes a gente acasalava
sonhava em ter um fusca totalmente incrementado
atrás escrito 'turbo' e um terço no retrovisor

e o cordão grosso de prata que te dei de aniversário
ela esqueceu la na gaveta do armário
ficou ainda um turiri do carnaboi
um autógrafo do nunes e um pinguim de geladeira
a camisa do rio negro e o poster do arlindo
e a foto que ela tirou com um ex-vereador

[refrão]

Eu já sei quem matou Taís de Paraísto Tropical

Não. Não foi o Antenor. Também não foi o Ivan. E nem a Nayara. Muito menos Marion. Nem o Belizário. E quem acha que foi o Xavier passou longe. O Olavo também não foi. Jader então nem pensar. Muito menos Heloísa. E nem a Hermínia.

 

Você quer mesmo saber quem matou a Taís de Paraíso Tropical?

 

FOI LETÍCIA!!!

 

Letícia? Mas não tem nem essa personagem na novela...

 

Eu sei, mas é que Letícia veio de outra história. Pois o amor verdadeiro ultrapassa universos, mesmo que fictícios. Letícia soube de todos os casos de amor de Taís no Paraíso Tropical e, morta de ciúmes, matou sua velha paixão a facadas.

 

E segundos antes de Taís morrer, Letícia ainda sussurrou no ouvido dela:

 

“Engraçadinha...”.

 

 

 

Não me pergunte como eu fiquei sabendo disso. Também não me pergunte quem votou a favor de Renan Calheiros. Foram 40 senadores (isso todo mundo sabe). Também não me pergunte qual foi a profissão de Wando antes da fama. Eu não sei. Quem souber ganha um livro Contos Bregas.

A sexualidade em Rubem Fonseca e Nelson Rodrigues

Minha escrita é muito influenciada por Rubem Fonseca. Eu não tenho culpa se a acham parecida com Nelson Rodrigues...

 

Deve ser porque a traição é um dos principais ingredientes dos Contos Bregas, da mesma forma como de A Vida como ela é.

 

Há uma diferença da traição nas obras de Rubem Fonseca e Nelson Rodrigues.

 

Os personagens de Rubem Fonseca traem sem culpa. Os personagens de Nelson Rodrigues traem com culpa. Eles são culpados por si mesmos ou pelos outros.

 

O forte conteúdo sexual da obra de Nelson Rodrigues pode levar a falsa impressão de que ele é imoral. Ao ver uma entrevista que ele concedeu a Otto Lara Rezende (procura no YouTube), percebi o que já desconfiava: Nelson Rodrigues é na verdade moralista, tradicional e conservador.

 

Afinal, o que se pode concluir de alguém que se auto-afirma cristão, que acredita no amor eterno, na imortalidade da alma, e defende que o homem deveria beijar uma mulher apenas em toda a sua vida?

 

Não é justo pensar o contrário somente porque ele escreveu livros repletos de traições, incestos, estupros, etc. Na verdade, a traição dos personagens de Nelson Rodrigues é quase sempre condenada. No fim das contas, o traidor acaba mal: morre ou “dança”. Nelson Rodrigues dá voz ao traído. Ele parece querer inverter a lógica perversa do mundo que, ao invés de condenar o traidor, zomba do traído. Você acha isso imoral?

 

Também não acho Rubem Fonseca imoral, apesar do também amplo repertório sexual de sua obra. Eu diria que ele tenta ser amoral. Ou seja: seus personagens agem sem o peso do julgamento moral.

 

Será que influenciado ao mesmo tempo pela amoralidade de Rubem Fonseca e pela moralidade de Nelson Rodrigues, meu livro Contos Bregas acabou se tornando imoral?

 

Com a palavra, meus leitores.

Novo dvd de Waldick Soriano traz o tratamento de luxo que o brega merece!

Este fim de semana, eu assisti o novo dvd de Waldick Soriano.

O preconceito, filho da ignorância, costuma classificar brega como ruim. E brega não é ruim. Brega é ótimo!

O novo dvd de Waldick Soriano representa o tratamento de luxo que o brega merece. Capitaneado por Patrícia Pillar, Waldick encanta os cearenses que lotaram o cinema São Luís, no Centro de Fortaleza, para conferir o vozeirão do cantor de sucessos inesquecíveis como Tortura de Amor e Eu, não sou cachorro, não.

Repito: tratamento de luxo que o brega merece. Palco impecável. Filmagem com qualidade de cinema. Banda completíssima. Trombone, violoncelo, pistons, piano, etc, etc, etc. Tudo do bom e do melhor. E a voz do público que entoa os sucessos de Waldick e grita pelo seu nome: “WAL – DI – QUE, WAL – DI – QUE”.

Vendo um dvd assim, aumenta minha certeza de que o brega não precisa desta roupagem pitoresca, humorística, folclórica e caricata que muito lhes dão. Vamos tratar o brega com a seriedade que ele merece.

Falar do brega com seriedade. Como fez Paulo César de Araújo, nos seus dois livros (“Eu não sou cachorro, não” e “Roberto Carlos em Detalhes”).

Como faz Josué Ribeiro, no seu excelente blog musicapopulardobrasil. Veja só o que Josué escreveu sobre o lançamento de Waldick Soriano: Da escola Waldikiriana só há uma lição para se guardar: o tempo é o senhor da razão.

E, para terminar, aí vai um trechinho do meu conto “Eu não sou cachorro, não”, inspirado na canção homônima de Waldick Soriano:

“Fica registrado que já estou preocupadíssimo com meu estado de saúde. Continuam os tremores, a febre, o mal-estar e as dores de cabeça. Hoje pela manhã, vomitei. Sem falar nesta mudez permanente, assustadora e inexplicável. Durante alguns minutos, observei meu reflexo no espelho e vi que estou irreconhecível. 

Não sei bem quando decidi que voltaria a falar, a qualquer custo. Durante intermináveis tentativas, tentei extrair o menor ruído que fosse, puxando a voz das tripas, como puxam suas redes de náilon os pescadores artesanais. O ser humano que me flagrasse nesse intento certamente me julgaria louco ou acometido de uma insuportável dor, tamanho o esforço e as assombrosas expressões faciais dele decorrentes.

Num momento de puro desespero e loucura, reuni todas as minhas forças e energias que ainda me restavam para gritar o mais alto que eu pudesse, como se fosse o derradeiro ato de minha vida, a expressão de uma revolta insana contra a  infidelidade de uma mulher incompreensível. 

O resultado desta minha última tentativa não será crível para a grande maioria das pessoas que dela tomarem conhecimento. Não sei de ninguém mesmo que daria crédito a uma história tão improvável. Mas o fato é que após esses infernais empreendimentos para produzir algum ruído que me provasse ser capaz de expressão verbal, escapuliu-me da boca o mais aterrorizante latido de um cão vadio! Desde então, esta é a única utilidade para que me serve a boca, além de comer: LATIR!”. 

Posts relacionados
- Celebridades prestigiam lançamento de cd de Waldick Soriano; Veja vídeo no YouTube
-
Waldick Soriano lança cd e dvd ao vivo
-
Minhas impressões sobre a entrevista de Waldick
-
Entreguei meu livro para Waldick Soriano!
- Conto “Eu não sou cachorro, não”, inspirado na canção de Waldick Soriano

Belina Mamão no clube dos bregas já está no YouTube

Meses atrás, eu participei como jurado do programa Clube do Brega, apresentado por Silvino Neves na Tv Diário, de Fortaleza-CE.

 

Neste mesmo programa, apresentou-se a banda potiguar Belina Mamão, que empolgou a todos com sua música Um cara aí.

 

Pois bem: O vídeo da apresentação da Belina Mamão no Clube do Brega já está no YouTube.

 

Eu o escolhi para iniciar uma nova categoria de posts aqui no blog: Vídeos.


Um cara aí
Belina Mamão
Letra e Música: Junior Mandrix

Ela tá atrás de um cara aí pra se dar bem
Ela tá atrás de um cara aí que faça bem
Ela tá atrás de um cara aí pra namorar
Ela tá atrás de um cara aí pra se casar

Passou o dia inteiro procurando um cara aí
E não sabia o que ia encontrar
O sonho dela é encontrar um cara aí
Que faça a sua vida e o seu corpo delirar
De amor

O seu corpo delirar....de amor
O seu corpo melhorar... de amor

 

Leia mais posts sobre Belina Mamão

- Próxima profecia: sucesso nacional da Belina Mamão

- Belina Mamão arrasou no Mada 2007

- Resenha da Belina Mamão nos Contos Bregas

- Belina Mamão lança primeiro cd autoral

- Campanha do Belina Mamão no Lata Velha

 

E veja mais vídeos ultrabregas

- “Llorando se fue”, versão original de Chorando se foi

- Sandra Rosa Madalena em versão desenho animado
- 'Lé Télephone Pleure', versão de 'O Telefone Chora'

- Pedra Letícia: brega rock bombando na Internet

- Bin Laden do Brega vai bombar na Internet

Conto do menino que imita o sinhozinho Malta para conquistar a colega da irmã

O menino pegou escondido umas pulseiras banhadas a ouro nas coisas do pai. Deduziu por alto que caberiam três de seus finos braços na circunferência daquelas pulseiras pesadas.

 

Trancado no banheiro, fez o teste: chacoalhou com força as pulseiras na altura do pulso. O resultado foi decepcionante. Nem de perto lembrava o barulho da cascavel que surgia quando o valente coronel da novela das oito fazia o mesmo gesto.

 

O menino teve a idéia de acrescentar ao pulso um grande e pesado relógio. Melhorou um pouco. Mas só um pouco. Pôs ainda uns óculos escuros do pai, quase do tamanho da cara. E avaliou que precisava caprichar no tom da voz ao pronunciar o famoso bordão que deveria impressionar a coleguinha de sua irmã, que chegaria em breve.

 

Ele treinou muito no espelho do banheiro. Até que sua musa chegou.

 

“Você não veio aqui apenas para brincar de boneca com minha irmã, durante a manhã inteira. TÔ CERTO OU TÔ ERRADO?”.

 

Uma das pulseiras caiu. As duas amigas não puderam conter os risos.

 

“Errado! Vim só para brincar com minha amiga”.

 

“Você diz que veio brincar de boneca, mas na verdade tem outros interesses. TÔ CERTO OU TÔ ERRADO?”.

 

Ele fez uma voz ainda mais grossa que na vez anterior. Mas os risos das meninas também foram ainda mais intensos.

 

“Errado! O que você está querendo dizer?”.

 

“Estou querendo dizer que você disfarça a vontade de me ver com esta desculpa esfarrapada de brincar de boneca. TÔ CERTO OU TÔ ERRADO?”.

 

“Errado! Você não se enxerga mesmo!”.

 

Ele deu-se por vencido. Três vezes errado e as gargalhadas humilhantes das meninas. Naquela noite, ele foi dormir mais cedo. Para não ver a novela das oito...

Assine o feed deste blog e receba todas as atualizações:
http://contosbregas.rssblog.zip.net/

E não se esqueça: De perto, ninguém é chique!

Conto do boneco do ninja branco

Separou-se da mãe, ao ver a prateleira dos brinquedos. Braço esticado, conseguiu pegar num boneco ninja branco. Estava num invólucro de plástico. Lacrado.  Ele poderia retirar o boneco?

 

Retirou.

 

E divertiu-se com a imensa combinação de movimentos que o brinquedo era capaz de fazer. Muito parecidos com suas ações no desenho animado. Era o ninja branco! Muito poderoso!

 

A mãe estava na sessão de frutas e verduras, quando deu fé da ausência do filho. E ele já armava um barbante de uma prateleira a outra, para que o ninja pudesse escorregar, quando deu fé da ausência da mãe.

 

Ele pensou: Cadê mamãe? Para onde ela foi? Eu estou sozinho. Eu não sou o ninja branco. Quem vai cuidar de mim? Quem pode me ajudar? Eu estou perdido. Ela vai me encontrar?

 

Ela pensou: Meu filho... Onde você se meteu? Cadê você? Ah, meu Deus... Se alguma coisa acontecer, eu não vou me perdoar. Você é tudo pra mim! Meu anjinho, cadê você?

 

Ela procurou por ele na seção de brinquedos. Mas ele já estava procurando por ela na seção de frutas e verduras. E não se cruzaram pelo caminho.

 

Após alguns minutos e lágrimas, uma voz feminina e pausada surgiu no alto-falante:

 

“Atenção, senhora Cecília, seu filho encontra-se na Gerência”.

“Atenção, senhora Cecília, seu filho encontra-se na Gerência”.

 

Ele estava sentado. Os olhos ainda úmidos e assustados.

 

“Meu filho, eu estou aqui. Não chore mais”.

“Mãe!”.

“O que foi?”.

“Compra pra mim o ninja branco?”.

 

Ela não tinha dinheiro. Mas dividiu no cartão. Sete vezes sem juros...

 

E quis dizer, mas não teve coragem: “Meu filho, você é meu ninja branco!”.

 

Posts relacionados

- Conto da conversa entre Fofão e Pinóquio

- Conto do Gigante Guerreiro Daileon

- Conto do Exorcista

- Conto do Xixi da Xuxa

- Conto do Coelhinho do Qüick

- Conto das Paquitas

- Maguila X Tyson


 

Assine o feed deste blog e receba todas as atualizações:
http://contosbregas.rssblog.zip.net/

E não se esqueça: De perto, ninguém é chique!

Blog Contos Bregas vai dominar o mundo

Eu tenho a frustração de quase nunca ter vencido uma partida de War. A culpa é de minha irmã, que é fera na estratégia e tem uma sorte danada no dado. No máximo, eu conquistava algum continente menor como América do Sul e Oceania, e sobrevivia minguando até o final do jogo. Às vezes, tinha como consolo a conquista de territórios exóticos, como Aral, Wladvostok ou Dudinska.

 

Mas o mundo dá voltas, não é verdade?

 

Veja só o quadro de acessos por cidades do blog Contos Bregas, registrados pela minha conta no Google Analytics, no último mês de agosto de 2007:

Como vêem, eu já tenho a maioria da América do Sul e Europa. E tenho exércitos espalhados em quase todos os continentes do globo. Eu vou dominar o mundo! Eheheh. É só uma questão de tempo.

 

Fora o Brasil, o blog foi lido nos seguintes países, por ordem decrescente de acessos: Estados Unidos; Portugal; Japão; Espanha; França; Alemanha; Argentina; United Kingdom;  Switzerland; Guiana Francesa; Itália; Israel; Bélgica; Cabo Verde; Namíbia; Netherlands;  Indonésia.

 

No mês inteiro, o Google registrou 1.868 visitas únicas ao meu blog. Isto dá uma média de 60,25 visitas por dia. O pico ocorreu no dia 2, quando o foram registradas 124 visitas. Deve ter sido por conta do post Bin Laden do Brega vai bombar na Internet.

 

As palavras-chaves que mais me renderam acessos foram (na ordem):

 

1 - contos

2 - bregas

3 - contos femininos

4 - contos quentes

5 - contos eróticos

 

As cinco principais origens que mais me renderam links:

 

1 - google

2 - yahoo

3 - (direct)

4 - blog.uol.com.br

5 - musicapopulardobrasil.blogspot.com

 

As cinco cidades cujos usuários mais visitaram os contos Bregas:

 

1 – (not set)

2 – Fortaleza

3 – São Paulo

4 – Rio de Janeiro

5 – Belo Horizonte

 

Fora o mês de agosto, o arquivo com os posts do mês de dezembro de 2006 foi o mais visitado. O post Adeus ano velho x Feliz ano novo deve ter contribuído bastante.

Contos Bregas no BlogDay

Pessoal, registro aqui o meu agradecimento aos dois blogs que me indicaram para o BlogDay:

 

- Antena Paranóica, do jornalista Nonato Albuquerque.

- BlogueIsso, no post de Leonardo Fontes.

 

Também agradeço aos links recentes que recebi nos blogrolls dos seguintes blogs:

 

- Músicas Toscas, mais um blog a serviço da cultura brega.

- Blogup – o blog do Tertu.

 

Se me esqueci de alguém, favor informar.

 

E eu confirmei que iria para o I Encontro de Blogueiros de Fortaleza, mas não fui. Furei! De qualquer forma, meu amigo Gabriel Ramalho me passou a resenha de como foi o encontro. Diz que rolou até bebida de graça. Este eu perdi, mas prometo que no próximo não faltarei.

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


QUEM SOU EU

Jornalista,escritor, bancário, potiguar, 29 anos

Meus Livros


    Visitante número: